Monitoramento de CFTV

Há mais de 27 anos a Tele-Segurança Roland, empresa especializada em sistemas eletrônicos de segurança, atua no monitoramento de sistemas de alarme, monitoramento de CFTV- Circuito Fechado de Televisão, sistemas integralizados de segurança perimetral e controle de acesso inteligente.

Segurança Privada

Atuando desde 2006, a Roland Vigilância, empresa especializada em segurança privada e, autorizada pela Polícia Federal, opera dentro de um novo conceito de segurança, utilizamos sempre as mais modernas práticas operacionais, apoiando os profissionais com a tecnologia disponível para atividade, objetivando uma excelente gestão operacional.

Portaria Remota Porter

Atualmente, a tecnologia utilizada na solução de portaria remota pela Porter está na sua quarta geração, diferenciando-a de todos os players do mercado de portaria automatizada.
Trata-se de uma solução de controle de acessos com alta tecnologia, tanto de hardware quanto de software, totalmente integrados que, fornecem segurança, confiabilidade e eficiência na prestação dos serviços.
Oferece, ainda uma melhor qualidade na segurança e uma redução de até 50% no custo da portaria presencial 24h.

previous arrow
next arrow
Slider

Guia sobre Manutenção de Elevadores em Condomínios

A importância da manutenção preventiva de elevadores

Manter um condomínio em harmonia não é tarefa simples. São tantas as atribuições do síndico e desafios diários que, muitas vezes, o que funciona bem acaba não atraindo tanto a atenção do síndico. Os elevadores são um exemplo disso. Eles geralmente são lembrados apenas quando dão problema. É aí que entra a importância da manutenção preventiva de elevadores.

É sobre isso que vamos falar nesse texto. Acompanhe!

Manutenção preventiva de elevadores: um pequeno cuidado que gera importantes resultados

Dos equipamentos rudimentares construídos no Século I a.C até os ultra velozes que são capazes de subir 95 andares em apenas 43 segundos, os elevadores há centenas de anos movem pessoas e cargas. Porém, quando apresentam falhas, como dar solavancos inesperados ou deixar algum passageiro preso, rapidamente podem se tornar um grande transtorno.

Incidentes com elevadores são uma responsabilidade séria e evitá-los não é apenas uma questão de ordem e segurança, mas também legal. Isso porque a manutenção preventiva de elevadores precisa ser executada conforme normas e legislações. Caso contrário, poderá incidir a responsabilidade de eventuais contratempos sobre o síndico. Problemas com elevadores também podem ser motivo para disputas judiciais e gerar indenizações caras.

Passageiro preso no elevador: como proceder

O incidente mais comum quando o assunto é elevador é ter passageiros presos. A situação pode ocorrer por falha mecânica, elétrica ou por falta de manutenção. Ainda que o tempo seja curto, para quem está trancado a sensação pode ser muito desagradável. Então, como proceder caso alguém esteja confinado?

De acordo com especialistas no assunto, os passos são os seguintes:

Para síndicos:

• Não tente resgatar a pessoa presa, nem permita que outro funcionário do condomínio o faça;
• Apenas a empresa de manutenção e o Corpo de Bombeiros estão habilitados para fazer o resgate com segurança;
• Chame  imediatamente a empresa responsável ou o Corpo de Bombeiros.

Para quem ficou preso:

• É importante manter a calma, pois não há perigo evidente e há ventilação suficiente para a respiração dentro do equipamento;
• Não force a porta, nem tente sair por conta própria. O elevador pode voltar a funcionar no momento em que você estiver saindo e causar sérios danos.

O resgate, para ser realizado com segurança, sempre deve ser feito pela empresa contratada para dar a manutenção preventiva de elevadores ou, em último caso, por órgãos públicos de segurança. Ainda que, anos atrás, fosse comum algum funcionário do prédio assumir a função, hoje os especialistas são categóricos em afirmar que a espera pelo resgate habilitado, além de mais seguro, evita problemas legais no futuro.

Que empresa escolher para assumir a manutenção preventiva de elevadores do condomínio?

O especialista Henry Jeferson Pompeo, diretor da Power Elevadores, explica que “para contratar uma empresa é necessário considerar os aspectos legais, como a constituição da empresa, pagamento de impostos, registro junto ao CREA, a existência de um engenheiro responsável e de seguro”.

Para Pompeo, também é fundamental conversar com quem a empresa já atende. “É muito importante fazer uma ligação ou até mesmo visitar e verificar os elevadores que essa empresa já faz a manutenção. Essa preservação dará segurança aos moradores e longevidade ao equipamento”. Afinal, em caso de problemas ou pessoas trancadas, a contratada agir de maneira veloz e eficiente é fundamental.

Também é interessante ponderar sobre os seguintes pontos:

• Exigir registro da empresa na prefeitura;
• Desconfiar da oferta de serviços com preços abaixo do mercado;
• Solicitar que o contrato tenho uma revisão preventiva mensal e uma vistoria completa anual;
• Requisitar placas de avisos durante as manutenções;
• Pedir pela ordem de serviço assinada após cada vistoria.

“Sem as preventivas, o equipamento passa a ser deteriorado, chegando ao ponto de necessitar substituir componentes ou até o equipamento todo. A manutenção preventiva, além de aumentar a longevidade do equipamento, evita quebras inesperadas” ressalta Pompeo.

Um custo que compensa

Um elevador bem lubrificado, com bom alinhamento do motor e tensão correta nas correias ajuda a aumentar a vida útil do aparelho, reduz os gastos com a luz e ainda evita  trocas de peças.

Ao se certificar de escolher uma empresa idônea e especializada, assegurar a manutenção regular e seguir os protocolos de uso, as chances de problemas surgirem nos elevadores são mínimas.

Sendo assim, o custo mensal acaba compensando, trazendo benefícios em diversos âmbitos, evitando dores de cabeça e rombos no caixa do condomínio.  Uma vantagem enorme para todos.

Gostou das informações? Acesse o site da Roland e confira as novidades sobre gestão de condomínio em nosso blog.