Monitoramento de CFTV

Há mais de 27 anos a Tele-Segurança Roland, empresa especializada em sistemas eletrônicos de segurança, atua no monitoramento de sistemas de alarme, monitoramento de CFTV- Circuito Fechado de Televisão, sistemas integralizados de segurança perimetral e controle de acesso inteligente.

Segurança Privada

Atuando desde 2006, a Roland Vigilância, empresa especializada em segurança privada e, autorizada pela Polícia Federal, opera dentro de um novo conceito de segurança, utilizamos sempre as mais modernas práticas operacionais, apoiando os profissionais com a tecnologia disponível para atividade, objetivando uma excelente gestão operacional.

Portaria Remota Porter

Atualmente, a tecnologia utilizada na solução de portaria remota pela Porter está na sua quarta geração, diferenciando-a de todos os players do mercado de portaria automatizada.
Trata-se de uma solução de controle de acessos com alta tecnologia, tanto de hardware quanto de software, totalmente integrados que, fornecem segurança, confiabilidade e eficiência na prestação dos serviços.
Oferece, ainda uma melhor qualidade na segurança e uma redução de até 50% no custo da portaria presencial 24h.

previous arrow
next arrow
Slider

Previsão orçamentária do condomínio como parte da tríade da gestão condominial

Há muito tempo que administrar um edifício deixou de ser uma tarefa que envolvia apenas convocar assembleias ou distribuir multas. Hoje em dia, essa função se parece muito mais com a de um administrador de empresas e inclui práticas estratégicas, como a previsão orçamentária do condomínio.

Assim como uma empresa que faz seu planejamento financeiro para o ano, um condomínio precisa ter noção do seu histórico de gastos e conseguir se programar para as despesas, mês a mês. Essa organização faz parte da tríade da gestão condominial, que também inclui tecnologia de ponta e serviços.

Quer entender melhor como essas questões estão relacionadas? Então continue lendo! Neste artigo, você vai ver como fazer uma boa previsão orçamentária e descobrir como contar com a ajuda de outros recursos essenciais!

>>> Leia mais: Fluxo de caixa para condomínios em tempos de crise.

Por que investir na previsão orçamentária do condomínio?

Antes de tudo, vale falar um pouco mais sobre a importância de um planejamento orçamentário na gestão do seu condomínio. Afinal, muitos gestores ainda deixam essa prática de lado. Ou então não dão a atenção que ela necessita.

Organização das finanças

Ao mesmo tempo, você deve conhecer um condomínio que deixou as contas no vermelho. Ou então que perdeu o controle do valor investido em manutenções, folha de pagamento e não teve dinheiro para pagar uma obra urgente.

Por isso, a previsão orçamentária do condomínio é tão importante. Só com esse planejamento é que o síndico consegue ter noção dos gastos que ocorreram nos anos anteriores.

Identificação de gargalos

Com isso em mãos, ele consegue identificar pontos de atenção, como áreas que estão gastando muito mais que deveriam, e planejar ações para solucionar os problemas.

Controle da inadimplência

Além disso, a previsão orçamentária serve também para se preparar em caso de alta na inadimplência. Todo mundo sabe que essa é uma questão que assombra edifícios por todo o mais. E não é para menos: a taxa de condôminos inadimplentes foi de 5% em 2014 para 12% em 2017.

Mas com um planejamento, você consegue estimar o valor que vai ficar retido com isso e se preparar para encarar a situação com mais calma.

Como fazer uma previsão orçamentária?

Agora sim podemos partir para uma das maiores dúvidas entre gestores de condomínios: como fazer uma previsão orçamentária?

Comece pelo histórico

Como você viu, a previsão orçamentária é, antes de mais nada, uma análise das despesas dos anos anteriores. O ideal é ter, pelo menos, dados dos últimos 24 meses.

Assim, você consegue fazer uma comparação mais real. Já que um mês ou outro podem ter sido atípicos em determinado ano.

Faça uma média e considere também o aumento nos preços com a inflação.

Divida em categorias

Em seguida, organize as despesas por categorias, como manutenção, folha de pagamento, imprevistos, obras, entre outras.

Dessa maneira fica mais fácil visualizar para onde está indo a maior parte do dinheiro do condomínio. E, consequentemente, onde dá para economizar!

Inclua as manutenções

Lembre-se também de incluir a manutenção na previsão orçamentária do condomínio. Liste todos os pontos que costumam exigir revisões periódicas e estime seus valores de conserto: como portões, portas, elevadores, instalações hidráulicas e elétricas.

>>> Leia mais: Guia sobre Manutenção de Elevadores em Condomínios.

Faça uma previsão da inadimplência

As taxas de inadimplência podem variar, mas é importante ter uma base nos anos anterior para estimar os valores do ano.

Assim, fica mais fácil saber se serão necessários cortes ou então se o condomínio vai precisar de uma renda extra.

Organize as finanças do ano

Por fim, reúna todas as informações que você tem em um só documento e organize as finanças do ano. Veja no que o edifício pode economizar e quais investimentos poderá fazer.

Depois de pronto, presente a previsão orçamentária para os moradores e mantenha esse tipo de informação o mais acessível que puder.

Mais do que uma mera formalidade, o planejamento orçamentário pode ser um guia fundamental ao longo dos meses. Revise sempre e veja se as contas continuam batendo, para manter as finanças do empreendimento em dia!

Tríade da Gestão Condominial

Agora que você viu como essa organização do orçamento é essencial para o seu condomínio, é importante ressaltar que ela faz parte de uma tríade da boa gestão, junto com a tecnologia e os serviços.

Sabe por quê? A tecnologia ajuda a controlar mais de perto as finanças, além de economizar automatizando recursos que antes custavam caro, como a portaria.

Da mesma forma, equilibrar os serviços que os moradores precisam com as finanças em dia é um dilema. Mas um bom planejamento pode ajudar!

A relação entre tudo isso você confere também no nosso novo material, o infográfico “Tríade da Gestão Condominial”.

Nele, você descobre por que esses três elementos são tão importantes e devem estar alinhados na gestão eficiente do seu edifício. Baixe o conteúdo e saiba como otimizar seu trabalho!

Gostou das informações? Acesse o site da Kiper e confira as novidades sobre gestão de condomínio em nosso blog.